quinta-feira, 29 de março de 2018

O BANDARRA - 2º Trimestre de 2018


Desta vez, em devido tempo, o almanaque do 2º trimestre de 2018, mantendo o figurino dos assuntos diversificados, antigos, modernos e contemporâneos, sem excluir a BD, já está para distribuição. Há uma alteração: é outra a gráfica que se encarregou da impressão, porquanto toda a composição e tratamento de imagem e, no fundo, a montagem final para essa impressão, sai do meu computador.
Boa Páscoa para todos.

terça-feira, 20 de março de 2018

OS ANOS DO SÉC. XX EM BD

Devo ser dos criadores (ou criativos) com mais obra inacabada... e esquecida por mim. A minha actividade resulta de apetências e, grande parte das vezes, quando fico "saturado", ponho de lado.
É o caso que exponho hoje neste espaço, um trabalho que deve ter qualquer coisa entre 20 a 25 anos (por não ter datado nem guardado os apontamentos). Trata-se de uma Banda Desenhada do século XX, uma ideia peregrina que me deve ter empolgado na altura, a tal ponto que comecei pelo meio da centúria, precisamente o ano em que nasci, identificado na prancha acima. Encontrei nos arquivos esta "preciosidade" inacabada, com pranchas incompletas, algumas apenas com lápis (no desenho e nas legendas), em formato A4, com arte finalizada a caneta e marcadores de feltro em papel cavalinho ligeiramente bege.
Há pranchas que nem sequer têm legendas, embora seja fácil de preenchimento, de tão identificáveis que estão, mesmo sem os apontamentos. Outras não.
O ano de 1951 é assim reproduzido em toda a gama de acontecimentos: cinema, pintura, literatura, banda desenhada, política, geopolítica, vida mundial, conflagrações à escala local e mundial, invenções, obituário, "and so on". São vinte pranchas, de que reproduzo seis.
Tendo em atenção que, na altura, não dispunha dos dias como hoje, não deixo de me questionar sobre este jogo de paciência.




domingo, 18 de março de 2018

sábado, 17 de março de 2018

sábado, 10 de março de 2018

PADRE COM 299 FILHOS e BANDARRA


Em 10 de Novembro do ano passado a RDP e a SAPO publicaram um trabalho sobre o Bandarra, onde eu intervenho como entrevistado
O Bandarra sapateiro e adivinho faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui. A emissão deste episódio, O Bandarra sapateiro e adivinho, pode ouvir aqui.

Hoje, ao abrir o portal encontro o Padre Costa, trabalho de Rui Gomes que me entrevistou para o programa VOU ALI E JÁ VENHO, que pode ser visto e ouvido em

O Padre Costa de Trancoso que teve 299 filhos faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui. A emissão deste episódio, O Padre Costa de Trancoso que teve 299 filhos, pode ouvir aqui.


Não falta sequer a referência à Casa da Prisca, local onde são vendidos os meus livros, como é exemplo um dos exemplares acima, devidamente seguro com uma estatueta do.... Padre Progenitor.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

MARIA GUEDELHA, A BANDOLEIRA


É natural que tenha estado ausente da manutenção deste meu blog, porquanto tenho estado muito ocupado com outras tarefas, designadamente a periodicidade de três meses em três meses de O Bandarra-Almanaque (200 páginas), dos Novos Cadernos de Trancoso (de que sairá em breve o nº 2). A acrescer a esses serviços, lecciono História/Histórias na Universidade Sénior e executo uma folha de efemérides informativa de 4 páginas A4 (acontecimentos locais, regionais, nacionais e mundiais), para distribuir na sala.
Por vezes, para não deixar perder o traço - embora as publicações acima continuem a receber desenhos meus - vou refazendo alguns trabalhos que tenho concluídos em formatos que eu quero... refazer.
É o caso da Maria Guedelha, baseado numa figura real (embora a trama tenha sido toda ficcionada), que eu estou a passar para enquadramentos de três tiras para um formato de álbum. Desta saga já falei anteriormente e até apresentei algumas vinhetas em outros enquadramentos. Hoje mostro as páginas 18 e 24.